ALE Combustíveis cria estratégia de marketing ligada ao universo dos eSports

Data da publicação: 01/09/2021

Tags desse post:

Compartilhe:

Para apoiar comunidade gamer brasileira, empresa criou uma equipe de proplayers e casters que interagem com o público em um canal na Twitch

O mercado de jogos eletrônicos é um dos que mais cresce no país: segundo dados da Pesquisa Game Brasil (PGB), em 2020, 73,4% dos brasileiros disseram que jogam virtualmente, independentemente da plataforma, um crescimento de 7,1% em relação ao ano anterior. Para se integrar a esse mercado, que movimenta bilhões anualmente, a distribuidora de combustíveis ALE, reconhecida pelos investimentos em marketing esportivo no Brasil, iniciou, nesta semana, sua trajetória no universo dos eSports.

A empresa criou uma equipe com três dos melhores jogadores de Fifa 21 da atualidade, que vão disputar partidas com gamers de todo o Brasil, além de dar dicas e interagir com a comunidade na plataforma de transmissões ao vivo Twitch. Para apoiar os streamers, diversas iniciativas serão realizadas, impulsionando o engajamento na plataforma e conectando a ALE a outros públicos. A apresentação da equipe “Galáticos da ALE” — formada pelos proplayers Spider Kong (Miguel Bilhar), Rodrigol (Rodrigo Hashimoto) e Rafifa (Rafael Fortes) — ocorreu ontem (31) durante um showmatch (live) no canal ALEcombustíveis (https://www.twitch.tv/alecombustiveis). O evento contou com as participações especiais do músico Marcelo D2 e do influenciador digital Allan Rodrigues, conhecido como “O Estagiário”.

Segundo pesquisa da PGB, as mulheres já são a maioria entre os gamers (53,8% do total de jogadores no país) e grande parte dos jogadores tem idade entre os 25 e 54 anos, contrariando o senso comum de que a maioria é composta por adolescentes. Relatório da SuperData, braço de análise de entretenimento da Nilsen, mostra que o setor de jogos digitais teve receita de US$ 126,6 bilhões em 2020, representando 12% a mais que no ano anterior. Neste ano, a expectativa é de que haja crescimento de 2% no mercado, com faturamento de US$ 142,2 bilhões. “Por meio do nosso projeto, conseguiremos unir várias gerações e alcançar um público de diversas faixas etárias, em um universo com cerca de 150 milhões de players”, destaca a gerente de Marketing da ALE, Manabi Garzon.

Além de movimentar e envolver o público gamer, esse mercado também atinge quem assiste às transmissões dos jogos pelas plataformas, como a Twitch. “Uma das grandes pegadas dessa iniciativa é formar um elo com quem joga e os espectadores, uma vez que o formato e todo o conteúdo são de entretenimento. Nossa estratégia é nessa linha, principalmente por trazermos nomes de peso para as lives, como os narradores humoristas Marco Bianchi e Paulo Bonfá, reconhecidos nacionalmente pelo Rockgol, da MTV”, declara Manabi.

O gamer Rodrigol salienta o pioneirismo da iniciativa. “Muitos ainda acham que os eSports são um mercado do futuro, mas, na verdade, é algo de agora, e a ALE compreendeu muito bem o cenário. Hoje, muitos jovens querem ser proplayer, independente de qual seja o jogo, e isso demonstra a importância que um projeto desse porte tem para o desenvolvimento da geração que está vindo agora. É uma iniciativa que vai ajudar a fortalecer o cenário e as pessoas que estão inseridas nesse mercado, principalmente ao dar uma oportunidade para sermos uma influência positiva para quem está pensando em seguir essa carreira”, aponta.

ALE nos eSports

A partir do dia 7 de setembro, serão realizados desafios MD3 (melhor de três) entre os integrantes do “Galáticos da ALE” e streamers da Twitch; quem ganhar ou empatar duas partidas com os “galáticos” vai receber 10 mil Bits (moeda virtual utilizada para resgatar recompensas exclusivas na plataforma). Além dos narradores e comentaristas Paulo Bonfá e Marco Bianchi, a equipe de carters inclui os gamers Fillipe “BT0” Moreno e Thamires Ferrara.

Complementam as ações a “Resenha ALE”, em que os players vão “bater papo” com a audiência durante as transmissões ao vivo, e a “Escolinha ALE”, com dicas dos proplayers de como se dar bem nos jogos, principais movimentações e tudo que é necessário para crescer nesse universo.

Manabi Garzon conta que a ideia de criar uma equipe com os melhores jogadores de Fifa 21 da atualidade foi inspirada em cases de sucesso no futebol. Entre 2000 e 2006, o Real Madrid montou um elenco que reuniu Luis Figo, Ronaldo, Beckham, Zidane, Owen e Roberto Carlos, entre outros. “Desde então, ‘galático’ passou a ser sinônimo de time de estrelas, o que ocorre atualmente com o PSG de Messi e Neymar, e é o que escalamos para nossa equipe de eSports”, comenta.

Com patrocínios no futebol (Corinthians, time feminino do Atlético Mineiro e Copa do Nordeste) e no automobilismo — equipe Full Time Sports (piloto Rubens Barrichello), Dudu Barrichello e Sertões —, a ALE é uma empresa reconhecida como viabilizadora e incentivadora do esporte no Brasil. “No segmento de eSports, não seria diferente; nossa meta é que as pessoas possam se divertir e ter contato com a marca em um momento prazeroso”, afirma Manabi.

“A iniciativa é a vitória da criatividade aliada à inteligência estratégica, o que demonstra o pioneirismo, a coragem e a sensibilidade do Marketing da ALE em olhar para o eSports como um mercado em potencial a ser explorado”, complementa Matheus Miguel, diretor de Criação da Fri.to, responsável pelas ações da ALE no ambiente digital. Ele explica que a equipe da agência analisou o segmento por quase um ano, a fim de identificar as potencialidades da plataforma e o cenário de gamers e streamers, além de como a ALE poderia se relacionar com esse público. “Encontramos um cenário muito inclusivo, de colaboração, em que os streamers possuem uma presença e proximidade forte junto à comunidade. Também percebemos que, apesar de ser um mercado que cresceu muito, ainda carece de investimentos. O projeto é a materialização de um estudo profundo da comunidade gamer do Brasil, do comportamento dela dentro das plataformas digitais e, claro, de uma excelente história para contar.”

Sobre a ALE

A ALE, que completa 25 anos de atividades em 2021, é a quarta maior distribuidora de combustíveis do país, com uma rede de cerca de 1,5 mil postos e 6,5 mil clientes ativos em 21 Estados e no Distrito Federal. A empresa gera cerca de 12 mil empregos diretos e indiretos.

Para os revendedores, a companhia disponibiliza diferenciais, como o Clube ALE e Livelo (relacionamento e recompensas), a parceria com a Moove para fornecimento de lubrificantes da marca Mobil, a Academia Corporativa ALE (treinamento e capacitação), o programa Ligados na Qualidade (certificação do combustível), as lojas de conveniência Entreposto (EP) e as unidades de Serviço Automotivo ALE Express.

  • Posts Relacionados

  • ALE no coração do Timão

    ›››
  • ALE Combustíveis patrocina time de futebol feminino do Clube Atlético Mineiro

    ›››