Entenda quais são os combustíveis não renováveis

Data da publicação: 24/06/2021

Compartilhe:

Bomba de gasolina laranja abastecendo carro cinza.

Combustíveis, de forma simplificada, são substâncias que queimamos para produzir calor. Esse calor produzido pode ser utilizado como energia para mover uma turbina nas usinas termelétricas, ou para acionar motores de veículos, por exemplo.

Os combustíveis podem ser obtidos a partir de fontes não renováveis ou renováveis. A diferença principal entre elas é que as fontes de energia não renováveis são aquelas que são geradas por recursos naturais que se esgotam, uma vez que eles acabam não podem ser regenerados.

Entenda quais são os combustíveis não renováveis e a diferença entre cada um deles para os veículos. Continue a leitura!

Combustíveis fósseis ou combustíveis não-renováveis

 

Os combustíveis fósseis possuem um papel muito importante na nossa sociedade e representam a principal fonte energética mundial. Eles recebem este nome, pois se originaram a partir de restos de animais e plantas que viveram em épocas remotas.

Esses restos orgânicos se depositaram ao longo de milhares de anos em camadas muito profundas da crosta terrestre e foram transformados pela ação da temperatura e pressão. Hoje são usados como fonte de energia em veículos, indústrias e residências.

Os principais combustíveis fósseis são o petróleo, o gás natural e o carvão. Os derivados do petróleo são os combustíveis que chegam até o posto de gasolina e são largamente usados no nosso cotidiano.

Conheça a seguir os derivados do petróleo que são usados como combustíveis veiculares.

Gasolina

 

A gasolina é o tipo de combustível mais utilizado em carros de passeio e motos, a categoria de veículos leves. Ela é extraída a partir do petróleo e possui rendimento superior a outros combustíveis fósseis. Seu arranque na combustão do é mais eficiente, aquecendo o motor.

Sua composição recebe, além de gasolina, 27% de etanol anidro — versão própria para a mistura. Existem três tipos de gasolina: a comum, a aditivada e a premium.

A gasolina comum encontrada nos postos de combustíveis tem como nome oficial “Tipo C”, dado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

A gasolina aditivada tem em sua composição a Tipo C e agentes detergentes. Por receber mais detergentes, a gasolina aditivada impede o acúmulo de detritos no tanque e limpa o material que foi depositado internamente.

Ela oferece inúmeros benefícios, como ótimo desempenho, já que contém substâncias que ajudam na limpeza do motor e geram melhor funcionamento do veículo. Ela limpa o sistema de combustão quando há sujeira acumulada, removendo gradualmente os depósitos, e mantém os bicos da injeção eletrônica limpos.

Essa gasolina é uma opção para quem roda pouco, pois possui antioxidantes que retardam o envelhecimento do combustível. Ela pode ser usada em todos os carros, flex ou não, até mesmo nos modelos antigos, e é composta por anticorrosivos que diminuem a degradação das peças metálicas, inclusive do tanque de combustível.

A gasolina ALE premium é considerada nobre e conta com índice de octanagem mínimo, de 91. Com maior índice, o processo de combustão, que converte o combustível em energia e deslocamento, é superior, conferindo melhor desempenho ao veículo.

Isso não significa um motor mais potente, já que a potência do motor é determinada pelo projeto, e não pelo combustível. A gasolina premium permite que o motor alcance sua potência de projeto. A diferença no desempenho será notada apenas em motores que tenham alta taxa de compressão.

Diesel

 

Ter a origem no petróleo não é a única semelhança do diesel com a gasolina. A combustão deles é incompleta. Mas, por sua vez, a do diesel acontece por compressão. Uma das principais vantagens dos motores a diesel é que o consumo de combustível chega a ser 35% menor se comparado, por exemplo, à gasolina aditivada.

Além disso, ele possui maior força, o que explica sua larga utilização como combustível industrial e por caminhões e carretas transportadoras. Também é utilizado como combustível de embarcações marítimas, além de ser empregado na produção de energia elétrica.

Existem alguns tipos de diesel no mercado brasileiro, entre eles: diesel S-10 e diesel aditivado.

Diesel S-10: nome dado por causa da quantidade de enxofre: 10 ppm, tem um nível menor de poluição e é o combustível dos ônibus que rodam entre os municípios.

Diesel aditivado: pode receber diversos nomes comerciais — é o resultado de uma mistura do diesel S-10 com um grupo de aditivos químicos. E se você está se perguntando se ele é melhor que o diesel comum, sim, ele é um combustível com muito mais qualidade e desempenho.

Gás Natural Veicular

 

O GNV (Gás Natural Veicular) é a opção mais barata de combustíveis para automotores. Além disso, é bem menos poluente que os outros combustíveis fósseis.

O GNV faz com que o sistema de injeção do motor esteja sempre limpo e não contamine o óleo, retardando sua troca. Um dos contras do GNV é a redução do espaço do bagageiro para colocação do cilindro.

Gás Liquefeito de Petróleo ou GLP

 

Este é o gás que usamos na cozinha. Ele é uma mistura de butano e propano, sendo armazenado logo depois desse processo em botijões e vendidos comercialmente.

Assim como outros derivados do petróleo, como a gasolina, o diesel e outros óleos, o GLP é obtido através de um processo de refinaria para que o petróleo seja transformado em um composto liquefeito e somente depois armazenado nos botijões que estamos acostumados.

O meio ambiente é importante para a ALE

 

A descoberta do petróleo proporcionou inúmeros avanços tecnológicos e foi responsável, por exemplo, por uma revolução em nossos meios de locomoção. No entanto, com o desenvolvimento de pesquisas e novas tecnologias, sabemos que hoje existem alternativas de combustíveis mais limpos e ecológicos.

O meio ambiente é importante para a ALE e com uma rede de postos de norte ao sul do país, tratamos as riquezas naturais do Brasil como prioridade. Além de respeito às leis que protegem o meio ambiente, tomamos a iniciativa quando se trata de inovação e sustentabilidade.

Por exemplo, fomos a primeira distribuidora a comercializar o diesel com 5% de biodiesel no Brasil, ajudando a reduzir as emissões de dióxido de carbono e a substituir os combustíveis fósseis por fontes renováveis.

O cuidado com o meio ambiente é prioridade na ALE e está presente em todos os processos – da compra do combustível até a descarga do produto nos postos.

Faça parte da família ALE

 

A ALE disponibiliza aos seus revendedores a assessoria técnica desde a abertura da unidade, para acompanhar o trâmite das questões ambientais até questões mais complexas como a remediação de áreas contaminadas.

Nossa empresa ainda tem muito mais a oferecer, entre em contato com o nosso setor comercial para entender todas as vantagens de ser parte da família ALE.

  • Posts Relacionados

  • Como calcular o valor da gasolina do meu posto?

    ›››
  • 12 mitos e verdades sobre combustíveis

    ›››
  • Quais são os combustíveis comercializados em um posto de serviços?

    ›››
  • Saiba como identificar a qualidade da gasolina testando a densidade dela

    ›››